Notícias

Myrna Giron é homenageada por Júnia Serranegra no Terças Poéticas em BH
01/11/2011

Na última terça-feira (1), a poeta, compositora e cantora, Júnia Serranegra, se apresentou nos Jardins Internos do Palácio das Artes, no projeto Terças Poéticas, para homenagear a escritora gaúcha, Myrna Giron, com leituras de alguns poemas do último trabalho lançado por Myrna, o livro “Para viver nasci” obra de poesias ilustradas com desenhos e aquarelas da própria autora. Durante o evento, Júnia também cantou músicas de seus dois discos lançados “Acústica Luz” (2001) e “Quarto Caminho” (2008).

Nascida em Pelotas, no Rio Grande do Sul, Myrna Giron também é artista plástica, psicóloga e dentista. Atuando nas três áreas que escolheu como profissão, a escritora não esconde que sua maior paixão está na arte. Além de poeta, ela se dedica a esculturas feitas em terracota, e que remetem ao O Universo Feminino. Em suas poesias, Myrna aborda um lado mais intimista e emotivo de sua vida. Para ela, ter seu trabalho interpretado por outro artista representa uma extensão de seus versos. “Foi emocionante o que a Júnia fez hoje. A gente, que escreve, sempre fica com certo receio de que os outros não entendam nossas ideias, mas não foi isso que aconteceu aqui hoje. A Júnia se emocionou ao ler. E eu, que escrevo, revivo”, disse.

Para Júnia Serranegra, a experiência de interpretar os textos de outra pessoa é algo único. “Quando leio um poema que não foi escrito por mim, tento passar a mesma emoção que o autor quis demonstrar naqueles versos. É algo difícil, mas encantador”, contou. Além disso, a Júnia fez leituras de poemas seus e tocou músicas de seus dois discos lançados. “Musicar os versos que faço mostra como a poesia pode ser trabalhada nas mais diferentes linguagens”, aponta a cantora que teve a canção “Amor Incondicional” selecionada para fazer parte da trilha sonora do filme “A Bruxa de Portobello” inspirado no livro de mesmo nome do escritor Paulo Coelho.

O Terças Poéticas estreou em julho de 2005 e, até a homenagem prestada a Myrna Giron, já se vão 206 edições. Segundo o curador do projeto, Wilmar Silva, o objetivo dos encontros é “promover a poesia e poesia e prestar homenagens a grandes nomes da literatura”, explicou. Com realização da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, parceria entre Suplemento Literário e Fundação Clóvis Salgado, o projeto ocorre sempre às terças-feiras, a partir das 18h30, nos Jardins Internos do Palácio das Artes. A entrada é franca.

Outras informações pelo telefone (31) 3236-7400 ou no site da Fundação Clóvis Salgado: www.fcs.mg.gov.br.

  

 

 

 

 


 

Para mais fotos clique aqui

Por: Vitor Cruz

Local: Sala João Ceschiatti - Palácio das Artes

Fonte: BH Eventos

 

Site da Rede Artistas Gaúchos